Star Wars Jedi: Fallen Order

Júnior . Há 1 ano atrás

Lançamento

Star Wars Jedi: Fallen Order foi um dos lançamentos mais aguardados de 2019 e motivos não faltaram para isso. Por um lado a promessa de uma saga Jedi em single player empolgou muita gente, por outro, uma parcela do público temia que o game fosse mais um misto de gráficos incríveis, microtransações exageradas e progressão confusa como seus antecessores:  Star Wars Battlefront I e II.

Desenvolvido pela Respawn Entertainment, Fallen Order foi o primeiro da saga a ter uma campanha totalmente single player do universo de Star Wars. O jogo apresenta um distanciamento ao estilo apresentado anteriormente pela franquia: Uma campanha com progressão sólida, exploratória e mecânica semelhante a um hack and slash.

História

A trama gira em torno do personagem Cal Kestis. Cal é um dos poucos Jedis que sobreviveram ao expurgo, e por esse motivo é destinado a viver como desmontador de sucatas em Bracca, escondendo seus poderes de todos, porém ao ser exposto, uma onda de acontecimentos inesperados acabam por ocorrer e sua única chance de sobreviver seria fugir. Durante sua fuga, dois personagens são apresentados: Cere Junda e Greez Dritus (dono da Manits, espaçonave crucial durante toda campanha). Cere o mostra uma profecia antiga, porém confusa e misteriosa, que poderia ser a salvação da ordem Jedi, e Cal aceita a missão de encontrar todas as pistas necessárias para desvendá-la.

Características e influências

Durante o progresso, uma característica ganha destaque: Exploração! Aqui os jogadores passarão a maior parte do seu tempo explorando tumbas recheadas de puzzles em planetas desconhecidos, do que utilizando seu sabre de luz. A  atenção aos detalhes faz toda a diferença, marcadores de pulo, por exemplo, quase não tem distinção ao resto da ambientação, é preciso estar atento para reconhecê-los a olho nu.

Os combates são marcados pela tática: Os golpes têm hora certa para serem aplicados, é preciso prestar atenção em cada frame do oponente para obter êxito na investida. Os contragolpes podem ser fatais, uma falta de “time” em uma batalha contra qualquer boss pode ser terrivelmente fatal. Aqui uma influência ganha destaque: Dark Souls, por sua semelhança no modo de combate. O game chegou a ser considerado um souls like (games que herdam o sistema extremamente punitivo do Dark Souls, que ganhou destaque por ser desafiador e encorajador para aqueles que curtem dificuldade), apresentando 4 níveis de dificuldade para agradar aos que querem aproveitar ao máximo da mecânica de combate e também àqueles que preferem combates mais leves e rápidos, aproveitando mais o enredo e puzzles.

A influência souls like não para somente no combate, a progressão do player durante cada exploração também é algo a ser considerado: batalhas, missões da campanha, encontrar itens que te ajudam a conhecer mais sobre o planeta e uma batalha contra o boss para encerrar.

Fatores positivos e negativos

O game possui uma diversidade de fatores positivos na sua construção geral, como por exemplo, a mecânia de combate e o foco na exploração já citados anteriormente, além de uma trilha sonora que contribui para tornar tudo uma aventura mais épica, desde batalhas cinematográficas a momentos de tensão e suspense.

Alguns problemas surgem no meio do caminho: carregamentos muito longos são apresentados após as mortes do personagem e uma física que buga em certos pontos (desde pulos até a movimentação de alguns inimigos), a demora no carregamento de texturas me irritaram também durante a campanha.

Conclusão

Star Wars Jedi: Fallen Order precisava mostrar que não era mais um… e mostrou! O jogo é desafiador e divertido, alternando entre exploração e combates épicos. Apesar de demonstrar alguns problemas técnicos, a Respawn tem nas mãos os ingredientes certos para trazer o mundo de Star Wars de modo relevante para nossos controles! Os acertos foram capazes de trazer esperança de um futuro promissor para um horizonte que já se mostrava sombrio para nós. Que a força esteja com você, Padawan!

Comentários