Cronologia Alien parte 1 – Surgindo das sombras

Háron Souzza . Há 2 anos atrás

Em um futuro não muito distante (cerca de 70 anos a nossa frente) iniciam-se os acontecimentos de uma das melhores sagas do cinema. Um terror científico de ficção, que gira em torno de um organismo perfeito, capaz de se adaptar e parasitar qualquer forma de vida, usando o seu “recipiente” como forma de nascimento.

Ao assistir Alien: Covenant, e ficar maravilhado, eu me lembrei da saga Alien e não consegui recordar muito dos filmes antigos, afinal, tinha visto há muito tempo e a minha memória não é das melhores. Um dia, ao dar um passeio em uma livraria, descobri a existência de três livros que fazem parte da cronologia oficial. Comecei a ler o primeiro deles ali mesmo, mas só muitos meses depois (quase um ano), tive a oportunidade de comprá-lo. Foi aí que decidi rever os acontecimentos dessa trama na ordem cronológica correta, e aqui estou, escrevendo-lhes a primeira parte dessa minha aventura.

Vou discorrer aqui sobre os filmes e também sobre os livros. Decidi dividir este relato em partes, para facilitar a elaboração e diminuir o tamanho da barra de rolagem. Então, adianto-lhes que aqui, nesta parte, falarei somente sobre os três primeiros filmes e o primeiro livro da saga. Começando por Prometheus, seguindo para Covenant, passando pelo Oitavo Passageiro e pousado em Surgindo das Sombras, então, vamos lá.

Alien, Fox Film

Prometheus (2089/2093)

O início de tudo. O prelúdio de toda a saga, lançado em 2012, nos conta a “origem da humanidade”, a busca pelos “engenheiros”. Apresentando os verdadeiros donos das naves que são destaque nos outros filmes, onde podemos encontrar os ovos dos Xenomorfos. A história acontece na nave de exploração que dá nome ao filme, Prometheus. Nele, somos apresentado a Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green), dois cientistas exploradores que acreditam ter encontrado a origem da vida na terra. Desenhos antigos nas pedras, que indicam locais no espaço, provavelmente de onde vieram os nossos criadores. Com isso, e com o apoio do milionário Peter Weyland (Guy Pearce), inicia-se a aventura da nave exploratória, tripulada não somente pelo casal entusiasta, mas também pelo capitão Janek (Idris Elba), pela diretora Meredith Vickers (Charlize Theron), pelo androide David (Michael Fassbender) e alguns outros.

Prometheus trouxe o diretor Ridley Scott de volta ao gênero de ficção-cientifica, após quase 33 anos. O elenco bem carregado nos entregou uma atuação digna e confortável, apoiados em um roteiro bem elaborado e com poucas falhas.

Obviamente, não pode escapar dos erros, colocando um ritmo muito acelerado aos acontecimentos, e algumas ações realmente desesperadoras dos personagens. Porém, entregou o que foi prometido, contextualizando algumas questões abertas desde 1979, mas sem deixar a independência de lado, trazendo uma narração completamente livre dos antecessores, e pronta para construir novos caminhos.

O filme também serviu para dar vida novamente à saga, com uma roupagem muito mais tecnológica e agradável, perfeitamente trabalhada. Os anos de espaço entre a primeira produção e essa, possibilitaram novas formas de realizar o longa, com uma fotografia mais rebuscada e inovadora, uma direção de arte mais viva e próxima da realidade, além, é claro, do CGI mais elaborado.

Prometheus, 2012, Fox Film

Alien: Covenant (2104)

Covenant é o nome de uma nave colonizadora, que tem como carga mais de 2000 colonizadores e embriões, além da tripulação. Enquanto os oficiais da nave hibernam em sono criogênico, o androide Walter (Michael Fassbender), mantém tudo funcionando em ordem. Porém, ao serem atingidos por um estranho evento cósmico, a tripulação desperta do sono em emergência e precisa sanar as avarias no embarcação. Com isso, em meio aos reparos, uma transmissão clandestina é interceptada, o que muda totalmente o rumo da história. O longa veio como uma continuação de Prometheus, mas deixa uma grande lacuna entre os acontecimentos desses dois prelúdios e o inicio “original” da saga, em 1979.

Caso queira saber mais sobre Alien: Covenant, eu escrevi uma crítica aqui no site, e você pode ler clicando aqui.

Alien: Covenant, 2017, Fox Film

Alien: O 8º Passageiro (2122)

O início original da saga, lançado em 1979. Um marco na ficção-científica cinematográfica. Um dos melhores filmes de toda a saga. Nele, conhecemos a famosa nave Nostromo, que ao retornar para terra, intercepta um sinal de um asteroide próximo e decide investegiar. Ao pousar no local, a tripulação encontra uma antiga nave alienígena, e quando começam as investigações, um terrível acidente acontece. Um tripulante é atacado ao sanar a sua curiosidade, olhando dentro de uma forma que se assemelha a um ovo. Como resultado, tem enrolada em seu pescoço uma calda e presa em seu rosto uma bizarra criatura. Criatura essa, que por algum motivo, o mantém vivo, em um estado de coma. Após retornar para a nave, o tripulante descobre que levou consigo o embrião da espécie alienígena mais temível do universo.

Um monstro asqueroso, que cresce em uma velocidade absurda, com e correndo em suas veias, e um desejo irrefreável de matar todos os outros tripulantes. A nossa heroína é a subtenente Ripley, que protagoniza e mesmo com medo e dificuldades, enfrenta a criatura até o fim.

O Oitavo Passageiro foi o abre alas para a saga, com uma produção, para a época, bem elaborada, porém bastante arrastada do ponto de vista dos acontecimentos. O enredo demora muito para apresentar o vilão do filme, e quando o apresenta, o esconde quase que a todo momento. Mas isso não tira a graça do filme e dá um ar sombrio à produção.

Alien o 8º passageiro, 1979, Fox Film

Alien – Surgindo das Sombras. (2159)

O primeiro dos três livros da cronologia oficial, nos mostra os acontecimentos em torno do cargueiro de mineração orbital Marion. Protagonizado por Hoop, um engenheiro que por eventuais acontecimentos é forçado a assumir o manto de capitão. Hoop e sua tripulação, que inclui o piloto Lachance, tem uma difícil tarefa a enfrentar, ao serem surpreendidos por uma transmissão de uma das suas naves de exploração, a Samson. Nela, os tripulantes da Marion descobrem a existência de uma forma de vida surgida das minas de Trimonita, nas quais estavam trabalhando.
Ellen Ripley, a subtenente da Nostromo, também encabeça a aventura, 37 anos após os acontecimentos do primeiro filme da saga.

A escrita de Tim Lebbon tem uma velocidade de acontecimentos magnífica, sem espaços para muitos devaneios e enrolações, entregando a ação, o drama e o suspense que esperamos ver quando se trata de Alien. Uma narrativa limpa e direta, entrega momentos memoráveis, com a dose de ação e terror exata para construir uma boa leitura. Os Aliens são apresentados com uma diversidade de detalhes, uma nova forma de conhecer os organismos perfeitos, capazes de arrepiar qualquer tripulante espacial. Uma maneira mais profunda de conhecer os monstros que carregam a história nas costas, com uma dose de detalhamento perfeita, descrevendo uma criatura ardilosa, selvagem, perigosa, nojenta e ácida.

“O Universo não parece nem benigno nem hostil, apenas indiferente.” – CARL SAGAN

Durante as suas 288 páginas, vamos acompanhando o desenrolar da trama com diversos personagens, cada um com suas dificuldades e personalidades, colaborando para a sobrevivência do grupo e a extinção das criaturas. Com uma excelente participação de Ripley, que diferente do primeiro filme, foi extremamente aprofundada e elaborada, com sede de vingança, coragem de sobra e uma determinação inabalável.

“Ripley girou, recuando na direção dos outros, junto à porta, agarrando o lança-cargas e percebendo imediatamente que estavam em uma situação desesperadora.” (pag. 194)

Por enquanto, ficamos por aqui. Ainda estou desbravando os acontecimentos do terceiro livro, que na cronologia original, vem antes mesmo do segundo. Portanto, em breve retornarei com mais escritas sobre os demais filmes e os dois últimos livros. Até mais meus caros amigos, e que a hibernação seja agradável.

Alien, Fox Film

Título:  Prometheus (EUA, 2012)
Lançamento: 15 de junho de 2012.
Duração: 2h 03min.
Gênero: Ficção científica, Suspense.
Direção: Ridley Scott.
Elenco: Noomi Rapace, Michael Fassbender, Charlize Theron e mais…
Nota: 3,5/5 acarajés.

Título:  Alien: Covenant (EUA, UK, 2017)
Lançamento: 11 de maio de 2017.
Duração: 2h 04min.
Gênero: Ficção científica, Terror, Ação.
Direção: Ridley Scott.
Elenco: Michael Fassbender, Katherine Waterston, Billy Crudup e mais…
Nota: 4/5 acarajés.

Título:  Alien o 8º passageiro (UK, EUA, 1979)
Lançamento: 13 de agosto de 1979.
Duração: 1h 56min.
Gênero: Ficção científica, Terror.
Direção: Ridley Scott.
Elenco: Sigourney Weaver, Tom Skerritt, Veronica Cartwright e mais…
Nota: 4/5 acarajés.

Título: Alien – Surgido das Sombras.
Autora: Tim Lebbon.
Número de páginas: 288.
Editora:  LeYa.

Alien, Fox Film

Soteropolitano, 26 anos, publicitário que ama quadrinhos e ganha a vida testando jogos. Fãboy da Blizzard, ama suspense, terror, ficção cientifica e drama.

Comentários