Gone Girl – A esposa dos sonhos

Scárlath Gabardo . Há 4 anos atrás

“Cool girl is hot, cool girl is game…”

No dia do quinto aniversário de casamento, Amy Dunne (Rosamund Pike) desaparece misteriosamente, deixando pistas que levariam Nick Dunne (Bem Affleck), seu marido, até o presente de suas bodas de madeira. Porém, o jogo se torna muito menos romântico que nos anos anteriores. Nick se torna o principal suspeito e a principal vítima do sumiço de sua esposa, se tornando nacionalmente odiado.

O livro de Gillian Flynn, que deu origem ao filme, em 2014, foi de longe um dos melhores que eu já li. Com uma trama de tirar o fôlego, te faz odiar profundamente a personagem principal  até você chegar na “parte Amy” da história. Amazing Amy, a criança prodígio que virou personagem de uma série de livros escritos por seus pais, cresceu sendo admirada e idealizada como a menina perfeita por todos que passaram por sua vida, incluindo seu marido. A mulher criada por Nick, com o passar do tempo e as frustrações do casamento, foi cansando de vestir a máscara de esposa perfeita, paciente e dedicada, e se tornando cada vez menos o que o marido esperava dela – a garota exemplar – que segurava as pontas do relacionamento sozinha e com boa vontade. Aos poucos, o abandono emocional, traição e violência psicológica se tornam presentes na casa dos Dunne, e aí começa, fria e genialmente, a revanche de Amy.

Obviamente há muitas contradições óbvias na história, mas não há, de maneira alguma, como não sentir orgulho e euforia ao ver a execução dos planos de Amy, que começaram meses antes de seu sumiço . Tudo foi pensado nos mínimos detalhes, sem deixar que seu pouquíssimo esperto marido desconfiasse. Afinal, ele só tinha competência para nutrir um relacionamento com uma mulher do nível dele, e realmente foi muito pretensioso em achar  que a vida de dona de casa, sem carinho e amparo do companheiro, seria o suficiente para uma mulher como Amy.

“but believe me, he wants Cool Girl, who is basically the girl who likes every fucking thing he likes and doesn’t ever complain. (How do you know you’re not Cool Girl? Because he says things like: “I like strong women.” If he says that to you, he will at some point fuck someone else. Because “I like strong women” is code for “I hate strong women.”)

Cada minuto de angústia vivido por Nick, enquanto o paradeiro de sua mulher era desconhecido, faz o leitor (ou espectador) se conectar ainda mais com a protagonista. O sentimento não é de defesa, mas de compreensão. Amy conseguiu sair da posição submissão na qual se encontrava e provou de uma maneira implacável que não ocupava o lugar que lhe era de direito na relação.

Nome:  Gone Girl  (Garota Exemplar)
Data de lançamento no Brasil: Livro – 2012/ Filme – 2 de outubro de 2014
Duração:  2h 29min
Direção:  David Fincher
Elenco:  Rosamund Pike,  Ben Affleck, Neil Patrick Harris
Gênero:  Suspense
Nota:  5/5

Soterocuritibana, 24 anos. Um poço raso de paciência, fã incurável de filmes de terror.

Comentários