Ivete Sangalo e uma Levada Louca de Juazeiro para o mundo.

Nerd com Dendê . Há 12 meses atrás

Conhecida pelo enorme carisma e sua energia nos palcos, “Veveta”, com muito Dendê, cativa o público do Brasil e afora.

Nascida em 27 de maio de 1972, em Juazeiro – BA, terra de João Gilberto e Luiz Galvão (Novos Baianos), teve sua infância bem musical. Influenciada pelo pai, a pequena se encarregava da percussão nos saraus da família e teve uma grande apreciação musical herdada pelos discos de diversos músicos da MPB que seu pai possuía, incluindo grandes artistas como Clara Nunes e Maria Bethânia, as quais a cantora admirava muito. Aos seus 11 anos, num show de Oswaldinho do Acordeon, Veveta teve sua primeira experiência no palco, quando foi chamada para subir ao ser avistada cantando por reconhecerem seu talento.

Ivete (à esquerda) e sua família.

Ivete perdeu o pai cedo, no começo da adolescência, e logo em seguida, o irmão. O que levou a cantora a trabalhar como modelo e vendedora, para ajudar a família a se sustentar, comercializando as marmitas que sua mãe fazia em um shopping da cidade de Salvador – BA.

Começando sua carreira musical aos 18 anos, Ivete trabalhou de backing vocal e começou a fazer shows em bares de Salvador, e em cidades do interior, cantando MPB, tendo seu primeiro grande acontecimento na música quando foi convidada para abrir o show do Geraldo Azevedo, em sua cidade natal.

Tempo depois, voltando de um evento no interior, Ivete conheceu o produtor musical Jonga Cunha, fundador do Bloco EVA, que tinha visto ela cantar naquela noite e sugeriu que ela se inscrevesse para o concurso Dorival Caymmi, rendendo à artista o troféu de melhor intérprete.

Banda EVA e o sucesso e a carreira solo:

Em 1993, Ivete é convidada para ser vocalista da Banda EVA, onde engajou seu sucesso. Em meio a hits como ”Carro Velho”, “Levada Louca” e “Arerê”, a banda teve um enorme número de vendas de discos e sua agenda lotada de shows.

Ivete Sangalo na Banda EVA (1993)

Levando a Banda EVA a uns dos maiores sucessos nacionais, e se destacando nos palcos. Após quatro álbuns, Ivete termina sua trajetória na banda no final do carnaval de 1999, começando sua promissora carreira solo.

No seu primeiro álbum, o hit “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim” chamou a atenção de todos e foi incluído na trilha da novela “Uga Uga”, da Rede Globo. Ivete conseguiu sua primeira – de muitas – indicação ao Grammy Latino. Porém, sua primeira vitória na premiação veio em 2005 com o álbum “MTV Ao Vivo”.

Outro grande marco foi no seu terceiro disco, o lançamento da música “Festa”, cuja popularidade foi tanta que se tornou tema da copa de 2002 pelos brasileiros, onde a seleção levou o título de pentacampeão no Japão. Mas um maior alcance internacional veio dois anos depois, com o convite para tocar no Rock In Rio Lisboa, um acontecimento que projetou sua vida profissional internacionalmente.

Ivete teve uma carreira explosiva, e isso não se discute, desde seus anos na Banda EVA aos primeiros anos do novo milênio, sua jornada na música só fez crescer. Ao longo dessas duas décadas de carreira solo, a musa baiana tocou em palcos que jamais imaginou e teve inúmeras parcerias de peso: Alejandro Sanz, Shakira, Daniela Mercury, Sandy e Junior, Raimundos, Roberto Carlos, Seu Jorge, entre outros, incluindo dois ídolos da cantora desde pequena: Maria Bethânia e Stevie Wonder.

A amizade de Ivete com muitos desses músicos é bem reconhecida, vindo calhar mais do que uma participação. Junto a Saulo Fernandes em 2008, líder da Banda Eva na época, lançaram um álbum de músicas infantis “A Casa Amarela”, com composições dos dois e participação de uma grande amiga da cantora, Xuxa Meneghel. Em 2012, ela lançou um álbum com Gil e Caetano, homenageando a música dos dois, o que levou ao Grammy de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira do ano. E em 2015, junto a Criolo, em homenagem ao Tim Maia, lançaram o álbum “Viva Tim Maia”.

Caetano Veloso, Ivete Sangalo e Gilberto Gil (2012)

Além de abrir os shows da turnê da Beyoncé no Brasil, Veveta teve inúmeras colaborações que eu os deixaria exaustos se for parar para citar.

Criolo e Ivete Sangalo – Viva Tim Maia (2015)

Para finalizar sobre uma das maiores cantoras de trio elétrico que existe, eu não posso deixar de falar das performances ao vivo de Ivete. Com shows memoráveis em todos os carnavais desde a Banda EVA, fechando noites no Festival de Verão, Ivete é reconhecida por levar o público a loucura em uma folia explosiva. Dentre suas performances ao vivo registradas, três se destacam com excelência: “MTV Ao Vivo (2004) ”, “Ivete no Maracanã (2006) ” e o “Ivete Sangalo no Madison Square Garden (2010) ”, todos eles são partes de pontos altos na carreira dessa grande celebridade de Juazeiro.

Atualmente, Ivete tem três filhos com seu marido, Daniel Cady, e continua ativa na música, puxando trio elétrico e gravando novos sucessos, por exemplo, o seu hit “O Mundo Vai” que levou a música do carnaval de 2020. Dona de inúmeros prêmios importantes da música e de nossos corações, Ivete Sangalo segue sendo uma das maiores cantoras do Brasil, como a própria Maria Bethânia já avisou.

Escrtio por: Luis Fernando/@louis_maverick

 

 

Conteúdo nerd, com uma dose generosa de dendê

Comentários