Nadando fora d’água – Desperte o Cesar Cielo interior

Andreza Beluska . Há 3 anos atrás

Em comemoração ao dia do nadador, eu resolvi escrever uma review sobre um jogo da área 🙂
Parabéns pelo dia, peixinhos!

A natação é um esporte fascinante, mas o chato é não saber nadar, e o fato de ficar com a cabeleira molhada (ainda mais para algumas pessoas que devem achar isso incômodo, assim como eu). Então sugiro a prática da natação sem cair na água.
Ah, Dreza, tu tá louca, né!?

Não! Você conhece o jogo Michael Phelps: Push the Limit? Ele simula provas de natação através do Kinect, o sensor de movimentos do Xbox.

O objetivo do jogo é bem óbvio, chegar na frente dos adversários. Mas se fosse simples assim, facilmente perderíamos o interesse, não é mesmo? Além de ter como atrativo o nadador olímpico Michael Phelps (daí o nome do jogo), a grande sacada do jogo é fazer com que o jogador execute as braçadas bem direitinhas, fazendo-o prestar atenção no timing. E nem pense em roubar, porque o jogo é rigoroso com isso, tá legal? Não é um simulador, porque o jogo em si tem suas limitações e bugs, mas ainda assim, é melhor que ficar só no sedentarismo sentado com um joystick na mão, concorda?

Existem três modalidades, que são os nados crowl, costa e borboleta. Tem também o modo carreira, que tem os eventos, os campeonatos, e essas modalidades citadas. Em cada ‘’momento’’, existem as provas, e antes da realização delas, tem os treinos específicos da modalidade. O legal do modo carreira é que você pode personalizar seu personagem, mas, como o jogo é limitado, não é incomum ver que o personagem do seu amigo se parece com o seu!

Os personagens inerentes do jogo são bem parecidos com os atletas da vida real, e os movimentos debaixo d’água são bem realistas, o que chega a nos empolgar.

O jogo não tem modo online, o que é uma pena; apenas tem um modo multiplayer em tela dividida onde todos estão presentes no mesmo lugar, o que não diverte tanto, porque o espaço da tela fica bem pequeno (limitado).

As modalidades de nado são aceitáveis, e estão de parabéns por possuírem rigorosidade de movimentos, que, apesar de serem bem fáceis de serem confundidos, acabam se descomplicando com a prática.

Confere o vídeo!

level 2.2, cosplayer, cosmaker, nerd, quase veterinária, amante eterna de Skyrim e Dragon Age.

Comentários