Resident Evil 2 Remake – O Retorno do Horror

Ruan Almeida . Há 2 anos atrás

Lançado originalmente em janeiro de 1998, Resident Evil 2 (Biohazard 2) fez um sucesso tão grande que acabou se consolidando como um dos melhores títulos do gênero survival horror, tornando a franquia Resident Evil um sinônimo de qualidade no gênero.

Agora, 21 anos após o lançamento original, a Capcom faz uma releitura dessa obra, conseguindo de forma fantástica resgatar a qualidade da saga e introduzir inovações pontuais vistas nos títulos da atual geração de consoles. Nunca foi tão bonito, e assustador, completar as campanhas de Claire Redfield e Leon Kennedy.

Equilíbrio é a Chave

Provavelmente a maior reclamação dos fãs de longa data da série, os jogos mais recentes da franquia, principalmente o 5 e o 6, praticamente abandonaram as raízes no survival horror para aderir a um estilo quase que completamente voltado a ação. No título mais recente, a Capcom conseguiu unir terror e ação, oferecendo mecânicas bem polidas e momentos de melar as calças. Com uma narrativa muito bem pensada e sem quebras de ritmo, a imersão no título ocorre com uma facilidade absurda.

Resident 101

Apesar de em suma se tratar da mesma história de 1998, o roteiro recebeu uma espécie de “upgrade”, contando com diálogos mais ricos e cenas mais densas que tornam a trama ainda melhor. Vale mencionar que o jogo faz pequenas adições e algumas pequenas mudanças que com certeza serão notadas pelos fãs mais ferrenhos, mas o núcleo narrativo no geral permanece sem grandes mudanças.

Uma das características mais marcantes em Resident Evil 2 era o fato do game contar com duas campanhas diferentes que formavam uma grande história. Este é um elemento narrativo que sempre encantou muitos fãs da série e acabou sendo incorporado em alguns games que apresentavam diferentes pontos de vista entre personagens. Contudo, o fato de existirem duas campanhas independentes que se entrelaçam em alguns momentos sempre teve um charme único. A sensação era que se tinha dois jogos na mão.

Aqui isso está de volta! O game conta com uma campanha para cada personagem que, apesar de apresentar algumas semelhanças, compõem um quadro maior da história. É altamente recomendado que se jogue as duas campanhas para que se tenha a experiência completa.

Como já foi mencionado acima, o game recebeu um upgrade generoso principalmente graças a engines da atual geração, permitindo o uso de novas técnicas de iluminação e modelagem. Os cenários estão bem realistas e os famosos “jump scares” são beneficiados graças a forma como a iluminação é utilizada em boa parte deles.

Não existem mais gráficos quadradões, serrilhados, problemas de renderização ou qualquer coisa do tipo. A parte técnica do título está impecável para a alegria dos fãs da franquia.

Zumbis Desafiadores

Resident Evil 2 Remake pode ser bem desafiador para os jogadores mais casuais. O game conta com zumbis que parecem ter sido forjados com Adamantium, demandando vários tiros na cabeça para que eles caiam. A escassez de munição continua presente, o que torna tudo ainda mais difícil. O lendário Mr. X marca presença e persegue os jogadores até os confins da Terra caso seja necessário.

Os chefões são o ponto alto do combate. Destruir os monstrengos mutantes rende momentos épicos que com certeza não serão esquecidos pelos players.

Remake ou algo inédito?

Uma das coisas que mais gosto neste remake é o fato de que ao mesmo tempo em que o game se mantém absolutamente fiel às suas raizes ele não se vê limitado pelo que já foi feito. Resident Evil 2 remake traz diversas novidades em relação ao jogo original e em momento algum é passada a sensação de que se está abandonado o material original, apenas de que uma obra foi enriquecida com respeito.

A campanha foi incrementada, o roteiro foi polido e complementado e a obra permanece dentro da essência do que tornou a franquia um sucesso absoluto. Tudo isso é prova do cuidado e do respeito que tiveram ao reproduzir o game.

Conclusão

Resident Evil 2 não é apenas um remake, mas um novo modelo para que as outras empresas se espelhem quando decidirem resgatar seus clássicos. A paixão da equipe de desenvolvimento pela obra original pode ser vista a cada segundo jogado. Sabendo aprimorar o que já foi feito, aproveitando de tudo que há de melhor na indústria atual sem jamais abrir mão da essência raiz da franquia e do que fez o game ser um sucesso em seu lançamento, Resident Evil 2 é sem dúvidas um dos melhores remakes de todos os tempos.

Resident Evil 2 está disponível para PS4, Xbox One e PC.

Esta review foi realizada com uma cópia do game para PS4 cedida pela Capcom.

Comentários