Rob Zombie: 4 filmes de Horror

Vinicius Dias . Há 10 meses atrás

Robert Bartleh Cummings, mais conhecido como Rob Zombie, nasceu em 12 de janeiro de 1965, na cidade de Haverhill.  Na sua carreira, destaca-se como músico, letrista, roteirista, produtor, diretor de cinema e produtor musical norte-americano. Ficou conhecido por intermédio da extinta banda de Groove/Industrial Metal, White Zombie, até 1998, onde começou sua carreira solo. 

Rob já circulou por diversos subgêneros do Rock N’ Roll, uma vez já tendo um som mais próximo do Punk Rock, passando para o Noise Rock de Nova Iorque, posteriormente adquirindo — por influência do Metallica— uma sonoridade Thrash Metal, depois Groove Metal e Metal Industrial. 

Em toda sua carreira musical, Zombie gravou músicas com grandes ícones do rock, além de possuir ampla ligação com muitas bandas de extrema importância no cenário musical mundial. Possui 7 indicações ao Grammy Awards, mas nenhuma vitória. 

Conhecido por dirigir filmes violentos, Rob Zombie tem ganhado notoriedade internacional e seus filmes têm se tornado clássicos entre os fãs do gênero de terror. Aproveitando toda a sua fama entre o mundo do horror, decidi listar 5 filmes imperdíveis na extensa lista de um dos diretores mais macabros do cinema. 

 

4. REJEITADOS PELO DIABO (2005) 

 

Determinado em vingar a morte do irmão, o xerife John Wydell reúne um grupo de polícias fortemente armados e juntos cercam a casa da família Firefly, responsável por mais de mil mortes nos últimos anos. 

Após prender alguns integrantes da família, a polícia agora se vê numa saga para prender Otis, sua irmã Baby e o seu pai, o Capitão Spaulding. E o que se vê durante a fuga deles é uma verdadeira carnificina.

Assassinatos a queima roupa, desmembramentos e uso de partes do corpo de mulheres mortas como utensílios (O Massacre da Serra Elétrica fazendo escola) são algumas das crueldades que vemos nos 109 minutos do longa. 

Sid Haig, Sheri Moon Zombie (esposa de Rob e protagonista da maioria dos seus filmes) e Bill Moseley dão um show a parte, fazendo com que os fãs do gênero criem uma certa “simpatia” e acabe torcendo por eles. 

 

3. HALLOWEEN (2007)

 

O nono filme da franquia de John Carpenter, dirigido por Rob Zombie é uma refilmagem do clássico de 1978, porém, centrado nos anos que Michael Myers passa no hospital psiquiátrico, mostrando todo o seu desenvolvimento para o conhecido assassino mascarado que mata sem piedade todos aqueles que entram em seu caminho. 

Durante a infância, Michael Myers era um garoto solitário, maltratado pelos colegas de escola, pela irmã, pelo padrasto Ronnie e sua mãe não tinha tempo para cuidar do filho por não ter condições de sustentar a casa e ter que fazer striptease em um clube.

Tudo muda na vida de Myers quando, após ser perturbado por dois colegas de escola, ele acaba matando um deles com um pedaço de tronco. Aquilo foi o “start” para que na noite de Halloween ele matasse praticamente todos da sua família de maneira cruel. 

Após passar 15 anos internado, Michael foge do hospital e vai atrás da única sobrevivente da chacina, sua sua meia irmã Laurie Strode. 

Críticos do cinema não pouparam esforços para falar muito mal do filme. Muitos afirmaram que Rob não soube explicar direito aquilo que propôs e mostrou apenas um menino que de uma hora para outra enlouquece e sai matando todo mundo.

 

2. 31: A MORTE É A ÚNICA SAÍDA (2016) 

“31” conta a história de cinco pessoas que trabalham em um circo e estão na estrada prontos para apresentar um novo espetáculo. Tudo corria bem até que um grupo de palhaços loucos sequestra a van e faz todo mundo de refém num sádico jogo pela vida.

Para sair vivo é simples: tinha que aguentar passar 12 horas dentro de uma espécie de galpão com os mais loucos assassinos (incluindo um anão nazista e irmãos que seguem os passos de Leatherface- o massacre da serra elétrica). A cada pessoa morta, um novo cenário é apresentado, dando a impressão de que estamos em um jogo de videogame sádico, com muitas vísceras e apelo sexual. 

Vale destacar que Rob Zombie é um dos nomes mais aclamados do gênero, mas não tinha verba para gravar esse filme (até que resolve fazer uma “vaquinha” na internet e seus fãs acabam financiando o longa).

Um dos destaques (que no final acaba mostrando uma atuação mais fraca do que a esperada) é a presença da esposa de Rob, Sheri Moon Zombie, que já protagonizou alguns filmes do seu marido anteriormente.

O vilão Doom Head (Richard Brake), é um show a parte no longa desde o primeiro minuto, onde somos apresentados ao pior dos assassinos que após “declamar” todo o seu monólogo, acaba assassinando a sua vítima.

Vale destacar que essa não é uma das maiores obras de Rob, mas diante das circunstancias ela acabou de tornando uma das mais esperadas pelos fãs do gênero.

 

1. OS 3 INFERNAIS (2019)


Esse longa fecha a trilogia de Rob composta por: A Casa dos 1000 Corpos, Rejeitados pelo Diabo e Os 3 Infernais. E conta a continuação da história de sobrevivência de Otis, sua irmã Baby e seu pai, Capitão Spaulding. 

Muitos se perguntavam como Rob faria para apresentar o trio novamente (já que o segundo filme da trilogia termina de uma maneira não muito boa para eles). E os 3 Infernais realmente parece que renasceram do inferno, sobrevivendo a uma probabilidade quase impossível. 

Para piorar toda a situação, surgem seitas na cidade, com o único intuito de pedir a liberação do trio mais sanguinário que existiu. 

Repleto de mutilações, facadas, tiros, humor ácido e uma estética não muito academicista, “Os 3 Infernais” é um filme facilmente reconhecido pelos fãs do gênero como: mais um filme slasher que só poderia ser do Rob Zombie. 

E você? Já conhecia algo sobre a carreira do “Zombie”? Já viu algum desses filmes e também é doido para saber o que se passa na cabeça de uma pessoa que escreve essas histórias? Conta aqui pra gente!! 

26 anos, formado em Letras, Espanhol e Literaturas e grande fã de filmes de terror.

Comentários